Planejamento de estratégia de conteúdo e o papel do designer

Cada vez mais as empresas têm percebido a importância de usar conteúdo em suas estratégias de Marketing. 

O conteúdo se tornou uma base sólida para a criação e planejamento de estratégia para atrair seus potenciais clientes e alavancar o rendimento da empresa.

Porém, muitas empresas se queixam de criar bons conteúdos, mas não possuir engajamento ou bons resultados. 

Acontece que, dentro do termo “conteúdo de qualidade”, é preciso considerar o conteúdo e o visual dele.

Estamos em uma época, em que as pessoas se distraem muito fácil. Quando estão navegando pela internet, existem inúmeros pontos e textos querendo a sua atenção, porém apenas alguns chama a sua atenção de verdade, e provavelmente o mais chamativo em cores, texto e imagem.

Apesar do conteúdo ser um fator importante, uma das ferramentas que vai atraí-lo é a forma como a mensagem é apresentada. 

Os aspectos visuais são tão importantes quanto as outras técnicas.

É nesse contexto que o designer entra em ação! 

Vamos nos aprofundar melhor nesse assunto?

 

O QUE É MARKETING DE CONTEÚDO?

O Marketing de Conteúdo, resumidamente, é uma estratégia que consiste educar o potencial cliente a querer fazer negócio com você por meio de conteúdos.

E para isso, ele utiliza técnicas que melhora seu posicionamento nos buscadores, e alcance seu cliente na internet.

Desde a compreensão da marca, do público, definição dos canais, criação dos conteúdos até o uso das palavras-chave para otimização de conteúdo.

Por exemplo, quando uma pessoa buscar por “clareamento dental valor” ou “clareamento a laser valor”, caso seja uma clínica odontológica, e tenha realizado a aplicação das estratégias de forma correta, ela terá o seu domínio em destaque em relação aos concorrentes.

Devemos considerar alguns pontos na hora de criar a estratégia.

 

   1. DEFINIÇÃO DO PERSONA

Definir a persona, é entender o comportamento do público-alvo, e criar um personagem semi-ficcional com base nessas informações.

Em outras palavras, é desenhar o cliente ideal da marca com base nas características em comum do clientes reais do negócio.

Uma das chaves para o sucesso da estratégia, é a compreensão que não basta atrair um número elevado de pessoas, mas atrair somente quem tem real interesse em seu produto ou serviço.

Entender as características do seu cliente, é essencial para que o designer consiga compor peças que conversem com o persona. 

 

   2. OBJETIVOS E METAS

Para uma estratégia eficiente, é preciso definir as metas e quais são os objetivos de cada etapa da estratégia.

Quanto mais detalhada for mais assertiva a estratégia será. Para a melhor compreensão, é preciso entender a jornada do cliente.

Qual etapa e quais conteúdos será focado na atração, quais serão direcionados para nutrição e quais serão para conversão.

Para cada objetivo, existe uma estrutura de texto, formato e até canal. 

 

   3. DEFINIÇÃO DOS TIPOS DE CONTEÚDOS 

Ao fazer a etapa anterior, já é possível entender quem é o público-alvo e entender quais são suas “dores” e questões que precisam ser respondidas.

Agora, a tarefa é entender qual é o melhor formato de conteúdo que pode ser trabalhado. O designer possui um papel fundamental nessa etapa, a definição do formato é essencial para que possa criar um diálogo com o público a ser alcançado.

A forma de apresentar o conteúdo muda de público para público, de conteúdo para conteúdo, de objetivo para objetivo.

Separamos alguns dos formatos trabalhados no Marketing de Conteúdo. São eles

  • Ebooks;
  • Guias;
  • Artigos;
  • Entrevistas;
  • Comparativos;
  • Cases de Sucesso;
  • Webinars.

 

4. DEFINIÇÃO DOS CANAIS

Assim como a mensagem, o meio na qual ela é comunicada possui grande influência no momento de impactar o público-alvo.

No momento da escolha dos canais, devem ser considerado a intenção de pesquisa e navegação do usuário. 

Veja alguns dos canais que podem ser trabalhados dentro de uma estratégia de Marketing de Conteúdo:

  • Blog;
  • E-mail;
  • Vídeos;
  • Ebooks;
  • Redes sociais.

 

   5. OTIMIZAÇÃO DOS CONTEÚDOS

Para a otimização do conteúdo, devemos utilizar as técnicas de SEO (Search Engine Optimization). 

Uma das principais técnicas, é o uso de palavras-chaves, que já foi apresentada no início deste artigo.

Para a definição das palavras-chave, é preciso utilizar  termos que sejam familiares ao público e depois aplicar esses termos dentro dos conteúdos. 

Seguindo com o exemplo da Clínica Odontológica. Supondo que, a clínica tenha identificado que uma das perguntas mais utilizadas por seu persona, seja “quanto custa um implante dentário?”, seu conteúdo deverá ser otimizado pelas palavras implante dentário ou implante dentário preço.

O mesmo acontece com outros termos, como “restauração de dente quanto custa”, “clareamento dental”, e etc.

Para a otimização, basta inserir esses termos em URLs, títulos, títulos de imagens,  alt-tags e cabeçalhos.

 

QUAL A RELAÇÃO ENTRE DESIGN E CONTEÚDO?

Pronto, você já entendeu quais são as etapas de uma estratégia de marketing de conteúdo, mas qual a importância do designer nesse processo?

Mas antes, você sabe o que é um designer ou pelo o que ele é responsável? 

Continue lendo.

 

O QUE É DESIGNER?

A PRIMEIRA COISA QUE É PRECISO ENTENDER É QUE, DESIGN E DESIGNER NÃO SÃO A MESMA COISA. DESIGNER É O PROFISSIONAL, ENQUANTO DESIGN É A ATIVIDADE.

Mas o que é design? A tradução da palavra possui um significado bem amplo, mas pode ser entendida com o ato de planejar, projetar e executar alguma coisa. Antigamente era chamado de “desenho industrial”.

No entanto, quando pensamos em design, relacionamos rapidamente a imagens, desenhos, cores, formas e textos. Mas não é apenas isso, design é criar uma solução por intermédio de um projeto.

Seja ele um texto escrito, medidas de um cômodo, formato de um móvel ou até mesmo um instrumento de trabalho.

 

APLICANDO O DESIGN NA ESTRATÉGIA DE CONTEÚDO

Supondo que, você esteja com uma dúvida e vá pesquisar a resposta na internet. Você prefere ler um texto longo, ou um texto com imagens e infográficos? 

Acredito que sua resposta tenha sido imagens e infográficos. Isso acontece, porque conseguimos compreender melhor, com conteúdo visual.

Por isso, o papel do designer no Marketing Digital se torna tão importante. Não adianta de nada criar conteúdos completos se estiverem no formato de textos longos.

É preciso distribuí-los em pequenos parágrafos, e equilibre com vídeos ou imagens explicativas.

O designer é capaz de pensar quais são as melhores recursos que possam atrair o seu potencial cliente, como: imagens, infográficos, iconografia, vídeos, animações, tipografias, espaçamento e etc.

Vale reforçar que o design é uma ferramenta de extrema importância para a estratégia, não é apenas para deixar “bonito”, e não deve ser baseado no gosto pessoal, mas com base nos interesses e preferências do persona.

Por isso, o design precisa saber quem é a persona e estar por dentro das tendências e novidades do mercado, para conseguir atrair o potencial cliente.

Uma estratégia de Marketing de Conteúdo elaborada junto a um designer, possui grande potencial de se destacar e alavancar seus  negócios de forma brutal.

Conteúdo produzido por Ana Laura Ferreira, redatora na empresa Clínica Ideal.